Carreira

Como iniciar uma carreira trabalhando com animais marinhos.

Se você gosta de animais silvestres, quer ajudar na conservação de espécies, adora desafios e curte morar no litoral talvez você tenha o perfil para trabalhar com animais marinhos.


Vamos começar combinando uma coisa: quando eu mencionar animais marinhos estarei falando sobre mamíferos marinhos, ou seja, baleias, golfinhos, peixes-boi, focas, leões e lobos marinhos, e também sobre aves e tartarugas marinhas. O mercado de trabalho para médicos veterinários atuando com esses animais vem crescendo bastante no Brasil. Uma das razões deste crescimento são os Projetos de Monitoramento de Praias ou PMPs, você pode saber um pouco mais sobre eles aqui. Mas como se preparar para entrar nesta área de trabalho? Vamos dar algumas dicas sobre isso nesta e nas próximas postagens.

Antes de tudo faça uma avaliação de você mesmo e responda: o que você quer para sua vida? Quais são seus objetivos? Quais são seus sonhos? Em geral as decisões importantes em nossa vida costumam trazer ganhos e perdas e precisamos saber para que lado a balança pende. Então seja bastante honesto com você mesmo nesta avaliação. Você está disposto a ir trabalhar em locais isolados e com poucos recursos? Morar longe da família?  Você prefere um emprego com horário fixo, finais de semana livre ou não se importa de ter um trabalho que não tem hora para acabar? Você tem como se manter financeiramente durante um início de carreira ou precisa começar a ganhar dinheiro logo?

Estas são apenas algumas perguntas que vão ajudar a entender o que você quer para sua vida. Mas saiba que aquilo que você tem como meta hoje possivelmente vai mudar ao longo do tempo à medida que você for adquirindo novos valores em sua vida.  Portanto não tenha medo de mudar e de rever suas decisões. A vida é como uma viagem num barco, estamos sempre precisamos fazer ajustes no rumo para chegar onde queremos. 

Depois de decidir o que você quer para seu futuro vem a fase de se preparar para chegar lá. Epiteto, um filósofo grego estóico dizia que há basicamente dois tipos de situação na nossa vida: as coisas que dependem e as coisas que não dependem da gente. Para as que não dependem da gente não temos como interferir. A abertura de uma vaga para o emprego dos seus sonhos não depende de você, então não adianta se preocupar com isso. Mas você pode estar preparado para agarrar a oportunidade quando esta vaga surgir. Então trabalhe bem e bastante nas coisas que estão dentro da sua esfera de competência. Saiba onde você quer chegar e se planeje para isso.  Vamos a algumas coisas que podem te ajudar:

Complemente sua formação. Durante a graduação você possivelmente não terá muita informação sobre animais marinhos. Estes organismos evoluíram e  desenvolveram uma série de adaptações para conseguirem viver no mar. Conhecer bem sua anatomia e fisiologia é fundamental  para ter sucesso no tratamento destes animais.  Por isso você precisa correr atrás das informações.  Leia artigos e livros e faça cursos extra-curriculares sobre estes animais. Congressos sobre animais marinhos além de ajudarem na sua formação permitem o contato com profissionais que já estão trabalhando neste campo. Aproveite a oportunidade para conversar com eles, saber como começaram e tirar dúvidas.

Estágios e voluntariados  são também ótimas oportunidades para você conhecer melhor o campo de trabalho que escolheu e adquirir experiência. Além disso, um estágio bem realizado pode ser a porta de entrada para o início de sua vida profissional. Quando vamos contratar um novo profissional a avaliação do curriculum e cartas de recomendação dão apenas uma idéia do candidato.  Se ele já passou pela sua instituição ou numa instituição parceira podemos trocar informações e buscar pessoas que tenham o perfil para se encaixar naquela vaga.

Aprenda a trabalhar em equipe.  Bom relacionamento com os colegas de trabalho e saber valorizar os profissionais de outras áreas é fundamental. Desencalhar uma baleia encalhada na praia exige um trabalho coordenado e interação com diversos atores.  Ao mesmo tempo você estará trabalhando sobre pressão e tendo que lidar com diversos órgãos e instituições. Conseguir estabelecer uma boa dinâmica de trabalho pode fazer a diferença no sucesso da operação.

Desenvolva outras habilidades. Você pode aprender a pilotar um barco, fazer um curso de mergulho, aprender a fotografar com qualidade (selfie não conta), saber usar softwares que sejam úteis para sua profissão, desenvolver uma boa capacidade de comunicação, etc.  Saia da sua zona de conforto e imponha a sí mesmo novos desafios.

Trabalhar com animais marinhos não costuma ter uma remuneração muito alta. Muitas vezes é executado por Organizações Não Governamentais (ONGs) que sofrem grandes oscilações em seus orçamentos, por isso traz alguma insegurança financeira. Então se o seu objetivo é ter uma carreira onde tenha um retorno financeiro alto, trabalhar com animais marinhos pode não ser a melhor opção. No meu caso, quando consegui entrar na área eu abri mão de um emprego concursado no Centro de Controle de Zoonoses de Campinas para ir trabalhar em uma ONG em Pernambuco com peixes-boi. Do ponto de vista de estabilidade e remuneração foi muito arriscado, mas em compensação eu estava correndo atrás do meu sonho de vida. Por isso descubra o que você quer para sua vida, faça seu planejamento e vá atrás do seu sonho.


Não sou um robô

Clique para liberar o formulário

Enviar
Cancelar
Feito!

Sua mensagem foi enviada com sucesso.

Erro!

Ocorreu um problema ao enviar seu comentário. Por favor, verifique sua conexão e tente novamente mais tarde.